segunda-feira, janeiro 06, 2014

Susto...

O meu pai foi hoje fazer uns exames... parece que há uns tempos que volta e meia, de manhã, cospe sangue. Fiquei danado por isso já acontecer há uns tempos e só agora ele ter ido fazer análises... Mas não lhe disse nada (hoje não...). À tarde foram saber os resultados e a médica mandou-o fazer um TAC. E a minha mãe manda-me um SMS a dizer isso e que já me liga... ao fim de um bocado liguei e não atendeu... e voltei a ligar mais tarde e nada... e depois... e depois... fiquei agoniado, começou a doer-me a cabeça... E a minha mãe ligou-me (tinha o telefone no silêncio, daí não ter respondido). Nada de grave (aparentemente resquício de uma vacina que terá tomado quando era pequeno, nem perguntei bem o que era), tendo sido afastada a possibilidade de cancro. Desliguei e fui vomitar. Foi um susto. Um susto demasiado intenso para eu perceber que não digo ao meu pai, à minha mãe, ao meu irmão o quanto os amo. Um susto que me ajudou a relativizar tantas outras coisas...

8 comentários:

Kyle Phillipe disse...

não deixes essas coisas para quando for tarde demais, não é verdade?

r: ahaha sim é uma bela pérola xD

Namorado P.S. disse...

Infelizmente só nessas alturas damos valor ao que temos.

iLoveMyShoes disse...

Não vou deixar Kyle...
Namorado P.S. não diria que só nessas alturas damos valor ao que temos... mas é urgente dar-lhe ainda mais valor. :)

Namorado P.S. disse...

Pelo menos a maioria só se lembra disso, nesses "apertos"

Ricardo disse...

Ainda bem que acabou por "não ser nada".Que bom!

:)

iLoveMyShoes disse...

:)

um coelho disse...

Ainda bem que essa possibilidade ficou afastada. Às vezes os sustos (desde que inofensivos) fazem-nos perceber não só o quão pequenos somos, mas também o quanto os outros nos fazem falta.

iLoveMyShoes disse...

:) verdade :)